Soft skills na infância

As habilidades sociais são muito importantes e, por isso, devem ser ensinadas desde cedo. Muito além de ensinar português, matemática e outras matérias regulares, as escolas também podem ser incentivadoras do desenvolvimento de soft skills na infância. Quer saber como? Continue lendo o texto e aproveite para ver outros assuntos relacionados à educação em nosso blog!

 

Primeiramente, para entender o que são soft skills, pode-se traduzir o termo que vem do inglês e significa: habilidades interpessoais. Que nada mais são do que um conjunto de habilidades e competências relacionadas ao comportamento e que refletem na forma como uma pessoa interage com o meio e com os outros.

 

Sendo assim, habilidades como liderança, resiliência, comunicação, proatividade, criatividade, empatia e colaboração são soft skills. É possível desenvolvê-las dentro do ambiente escolar, ajudando no desenvolvimento pessoal e profissional de cada aluno.

 

Uma soft skill que pode ser trabalhada na infância é a comunicação interpessoal. Com o universo on-line sempre presente na vida dos pequenos, que podem passar horas em plataformas digitais, é inevitável que desenvolvam algumas dificuldades relacionadas a interações sociais no dia a dia. Mas, a boa notícia é que essa soft skill pode receber incentivo no ambiente escolar.

 

De que forma? 

 

Para desenvolver uma comunicação rica entre os pares é essencial focar em atividades que trabalhem a expressão, incentivem a pensar em grupo, além de tarefas que instiguem a comunicação em público. Tudo isso, respeitando o desenvolvimento do aluno, mas ainda assim oferecendo uma proposta integral da sua formação, assim como o aprendizado de future skills – desenvolvimento de soft e hard skills –, que é um dos diferenciais do Colégio Stella Maris.

 

Outra soft skill na infância que trará um grande diferencial ao aluno é a empatia. O termo fala sobre a capacidade de se colocar no lugar do outro. Na prática, ser empático significa compreender a perspectiva do outro e estar pronto para ajudá-lo da forma mais respeitosa possível.

 

Portanto, estimular debates, com uma simples troca de ideias, de forma que as crianças coloquem o seu ponto de vista e argumentem entre si, reforçando sempre a expressão respeitosa de diferentes opiniões é uma maneira de desenvolver essa soft skill. Além de trazerem problemas do cotidiano e estimulá-los a refletirem sobre aquela realidade. Quanto mais a criança conseguir se colocar no problema, mais crítica será a sua análise. E nesse caso, além da empatia, ela também desenvolverá o pensamento crítico.

 

Ademais, vale aproveitar as contribuições espontâneas dos alunos, por exemplo, quando alguém se dispõe a dar uma ideia ou explicar alguma coisa, nesse momento reconhecer essas atitudes, que são soft skills, é uma ótima forma de estimular os pequenos.

 

Desenvolver as soft skills na infância é pertinente para todas as esferas da vida dos alunos futuramente. Inclusive na execução das hard skills, que são os conhecimentos e domínios técnicos. Por isso, a escola é um ótimo lugar para olhar com atenção para essas habilidades, propondo atividades e intervenções que estimulem esse desenvolvimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *