Cuidar da saúde mental também é coisa de jovem

A adolescência é uma fase cheia de mudanças e descobertas, sejam elas físicas, psicológicas ou sociais. Nesse período, muitas coisas começam a ter outra cara. Mais autonomia e uma maior compreensão das situações do dia a dia passam a fazer parte da vida dos jovens. É ainda nesse momento da vida que uma boa saúde mental faz toda diferença, principalmente para o futuro, na vida adulta.

Neste mês em que o tema é muito destacado por conta da campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio, é preciso estar ainda mais atento às emoções dos adolescentes. Uma pesquisa nacional do instituto Datafolha, em parceria com a Fundação Lemann, o Itaú Social e a Imaginable Futures, revelou que 74% dos adolescentes se sentem mais tristes, ansiosos ou irritados no período de isolamento social, por conta da pandemia da Covid-19.

A boa notícia é que é possível contornar essa situação e cuidar da saúde mental dos jovens de maneira leve, promovendo o bem-estar, uma rotina mais tranquila e novas perspectivas de futuro.

 

Praticar atividades físicas

Uma coisa é certa: corpo e mente andam juntos. Dessa forma, a saúde física influencia diretamente na saúde mental. Seja uma caminhada, alongamentos ou algum esporte de preferência, é comprovado que a prática de exercícios libera o hormônio da felicidade: a endorfina. Além de ser um hábito que promove diversos benefícios para o corpo. E, não tem como dar desculpa, 15 minutinhos por dia já faz toda diferença.

 

Fazer uma atividade que gosta

Pintar, bordar, escrever, jogar tabuleiro, tocar um instrumento. Fazer uma atividade que dê prazer e incentive o adolescente a expressar a sua individualidade só traz saldos positivos na rotina. Dessa maneira, o jovem direciona a sua energia para algo que lhe faz bem e ainda o ajuda a acalmar a mente.

 

Dormir bem!

Uma boa noite de sono é essencial para ter um bom rendimento e produtividade no dia seguinte. É durante o sono que o organismo exerce as principais funções restauradoras do corpo. Durante este momento, é possível repor energias e regular o metabolismo, fatores essenciais para manter corpo e mente saudáveis. Lembrando que adolescentes precisam dormir cerca de 8 a 10 horas diariamente.

 

Contato com a natureza + sol

Estar em encontro com a natureza pode reduzir o estresse e promover a saúde mental e, ainda, ajudar na concentração. Se o dia estiver ensolarado é ainda melhor, já que o sol estimula a produção de vitamina D. Ela é essencial para o funcionamento de várias atividades do corpo, além de estimular também a produção de melanina (hormônio do sono), prevenir doenças e aumentar a sensação de bem-estar.

 

Alimentação saudável

Para ter uma boa disposição, uma alimentação saudável, colorida e equilibrada em nutrientes é essencial. O ideal é evitar frituras e alimentos muito gordurosos, fazer pelo menos três refeições e um lanche por dia. Consumir uma grande variedade de frutas, legumes e verduras e, claro, beber bastante água, no mínimo 2L diariamente.

Diálogo rico dentro de casa

Por último, mas não menos importante: o diálogo! Ter uma boa conversa entre pais e filhos, trocar informações, se abrir e compartilhar problemas e estar à vontade para se expressar emocionalmente, além de uma relação saudável, de respeito mútuo entre os familiares, é crucial para uma boa saúde mental.

 

Que tal tentar algumas dessas práticas hoje mesmo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *