A importância da presença paterna na educação

O Dia dos Pais é uma das datas comemorativas mais importantes para as crianças. É uma oportunidade de expressar amor, gratidão e admiração àqueles que, para muitos, são seus super-heróis. Contudo, a realidade nem sempre é tão encantadora quanto parece, principalmente, para os mais de 12 milhões de lares brasileiros que não possuem a figura paterna presente, segundo dados do IBGE. Somente em 2020, mais de 80 mil crianças foram registradas sem o nome do pai na certidão, de acordo com o levantamento da Central Nacional de Informações do Registro Civil (CRC).

Mas quais são os impactos disso na educação das crianças? A presença da figura masculina e paterna na educação é fundamental para o desenvolvimento de crianças socialmente seguras e autoconfiantes. Na psicologia, enquanto a mãe exerce o papel de porto seguro, acolhimento, cuidado e proteção, o pai tem a responsabilidade de ensinar o filho sobre limites, regras, direto e justiça, por exemplo.

Para a criança, o pai exerce uma figura de exemplo, seja como pessoa e cidadão, no qual o filho pode se espelhar. A presença masculina no processo de educação dos filhos também ajuda a criança a desenvolver disciplina e regula os aspectos afetivos, diminuindo as chances de comportamentos agressivos ou expressões de hostilidade.

No desempenho escolar

Culturalmente, a mãe sempre exerceu um papel que, de certa forma, tinha um envolvimento maior com a educação e com os assuntos escolares dos filhos. Entretanto, em uma sociedade moderna onde muitos pais e mães criam igualmente seus filhos em lares separados, a participação dos homens, enquanto figura paterna, passou a ser maior no ambiente escolar.

É notável que, nos últimos anos, os pais se tornaram mais presentes e preocupados com a educação dos filhos, se interessando pelas metodologias das escolas, opinando e acompanhando o desenvolvimento escolar. E para o desenvolvimento cognitivo das crianças, esse envolvimento paterno possui benefícios incalculáveis, potencializando o processo de aprendizado e os resultados acadêmicos dos jovens, segundo especialistas.

Como ser mais presente?

Por mais que consigamos observar uma grande mudança no comportamento dos homens e maior comprometimento com as atividades dos filhos e do lar, o papel de pai vai muito além de “provedor”. A responsabilidade de prover inclui cuidar da saúde física e mental dos filhos como, por exemplo, checar se a vacinação está em dia ou levar ao médico, preocupar-se com as necessidades das crianças, construir afeto e vínculo emocional. É importante lembrar que na educação de filhos não existe atividade que só o pai ou só a mãe possa fazer. É preciso dividir as responsabilidades entre ambos para que a criança se desenvolva com toda a segurança emocional.

Para você que deseja se envolver mais na educação e desenvolvimento do seu filho, separamos aqui três dicas que podem te ajudar a ser um pai mais presente:

  • Tempo de qualidade: O primeiro passo para ser um pai mais ativo é estabelecer tempo de qualidade com o seu filho. Ou seja, estar 100% disponível naquele determinado momento para à criança. O tempo de qualidade com o seu filho não deve ser divido com um celular, uma televisão ou qualquer outra atividade que não inclua a criança. Tire um tempo para ouvir o seu filho, conversar, observar suas habilidades e reações, ou simplesmente brinquem.
  • Combinem o que pode ou que não pode: É fundamental que o pai e a mãe combinem o que a criança pode ou não fazer, comer, brincar e a hora estabelecida para cada coisa. Quando não há esse combinado, muitas vezes, a criança deixa de ver autoridade na figura do pai ou da mãe. Para os pais que dividem a guarda dos filhos, o ideal é não compensar a sua ausência com brinquedos, jogos ou outros itens materiais. Afinal o maior presente é ser presença!
  • Tome a frente: As consultas médicas estão em dia? E o dentista? Precisa levar vacinar? Mais do que estar por dentro, você pode tomar a frente dessas responsabilidades e dividir, junto com a mãe, essa carga emocional.
Tags :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *