5 princípios que o esporte ensina às crianças

Quando o assunto é esporte, as crianças são as primeiras a demonstrarem entusiasmo e admiração. A começar pela paixão do Brasil com algumas práticas como o futebol e o surf, por exemplo, os pequenos logos se identificam com grandes estrelas tipo Messi, Neymar, Gabriel Medina, entre outros. Contudo, o esporte na infância vai além da diversão e do entretenimento. Ele pode proporcionar diversos benefícios para o desenvolvimento físico e cognitivo da criança.

Coordenação motora, concentração, raciocínio lógico e memória são algumas das habilidades cognitivas desenvolvidas e aprimoradas durante a prática do esporte. Na saúde física, pode ajudar na prevenção de obesidade e de doenças como hipertensão, colesterol, diabetes e outros problemas cardiológicos, que são comuns surgirem na vida adulta quando há falta de hábitos saudáveis.

Mas para a saúde emocional, quais são os benefícios do esporte na infância?

A prática de esportes também ajuda as crianças na construção do caráter, senso de compromisso e responsabilidade. Os Jogos Olímpicos são um grande exemplo de como o esporte desenvolve valores essenciais para a integridade de um indivíduo. Em todas as modalidades, o atleta precisa aprender sobre disciplina, foco e perseverança, assim também como conhecer os seus limites e lidar com frustrações.

Um grande exemplo disso é ginasta americana, Simone Biles, conhecida pelos seus recordes e diversas medalhas Olímpicas. Um exemplo de superação e humildade, Simone Biles tinha todas as chances de ganhar medalhas de ouro nas competições dos Jogos Olímpicos de Tóquio, mas por conhecer os seus limites e reconhecer que não estava psicologicamente preparada para as provas, ele preferiu renunciar a todas as finais e não prejudicar a equipe. Essa atitude mostra o preparo emocional como atleta e, também, como pessoa em preservar a sua saúde mental e não decepcionar os demais participantes, que dependiam da sua boa performance.

As soft skills, além de serem essenciais durante a prática do esporte ou de uma competição, também servem como base para o amadurecimento na adolescência e na vida adulta, de um modo geral. Por isso, separamos 5 princípios que o esporte ensina às crianças:

  • Disciplina: para conseguir bons resultados no esporte é preciso praticar, praticar e praticar. Quando a criança entende que uma boa performance é resultado do seu esforço, ela começa a ser mais disciplinada e passa a não desistir tão fácil das coisas. Seja ao estudar para uma prova, para resolver algum exercício ou até mesmo em uma simples brincadeira.
  • Respeitar regras: dentro do esporte existem várias regras a serem seguidas e, quando inserimos a criança neste contexto, ensinamos que respeitar essas normas não é algo chato, mas que pode nos preservar e nos levar a conquistar os objetivos com ética e honestidade. Além disso, esportes em equipe ensinam à criança a importância da hierarquia, em seguir as orientações do capitão, do técnico ou treinador.
  • Autoconfiança: acreditar no próprio potencial é a única forma de vencer competições e superar limites. As crianças que praticam esportes conseguem desenvolver, com mais facilidade, a autoconfiança. Essa convicção é benéfica não só na prática da atividade, mas também ao longo da vida.
  • Trabalho em equipe: ter a consciência de que o resultado alcançado não é só mérito de uma pessoa, mas de um esforço em conjunto é uma virtude primordial e muito necessária em diversos aspectos da vida. Esse é o primeiro princípio aprendido no esporte! Entender o papel de cada um dentro do time, respeitar as diferenças, saber confiar no próximo e ter a sensação de pertencimento são valores riquíssimos para se ensinar à criança.
  • Lidar com frustrações: reconhecer falhas e lidar com resultados negativos, faz com que a criança aprenda a buscar melhorias, além de contribuir para o amadurecimento enquanto indivíduo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *